Recepção ao Evangelho

MATEUS 13:3-9,18-23:

3 E de muitas coisas lhes falou por parábolas e dizia: Eis que o semeador saiu a semear.
4 E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram.
5 Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra.
6 Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não tinha raiz, secou-se.
7 Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram.
8 Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a cem, a sessenta e a trinta por um.
9 Quem tem ouvidos [para ouvir], ouça.
10 Então, se aproximaram os discípulos e lhe perguntaram: Por que lhes falas por parábolas?
18 Atendei vós, pois, à parábola do semeador.
19 A todos os que ouvem a palavra do reino e não a compreendem, vem o maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho.
20 O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a palavra e a recebe logo, com alegria;
21 mas não tem raiz em si mesmo, sendo, antes, de pouca duração; em lhe chegando a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza.
22 O que foi semeado entre os espinhos é o que ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e a fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.
23 Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um.

1° Solo, à beira do caminho:

O que é um solo à beira do caminho? Se observarmos e lembrarmos de quando estamos andando em uma estrada de barro, a cena é basicamente a mesma, olhamos para os lados e vemos plantas, árvores, percebemos que ali é um solo fértil, mas no caminho não nasce nenhuma planta, no caminho passam carros, pessoas e até caminhões, isso vai deixando o solo mais rígido, fazendo com que a semente que cai ali não penetre no solo, mas fique superficialmente, exposta a ser pisoteada e comida pelos pássaros. No Vers 19 diz que este solo é quando alguém ouve a palavra e não entende, ou seja, a palavra de Deus chegou até esta pessoa, mas não penetrou em sua vida. O maligno cuida para devorar a palavra antes da aceitação dela.

2° Solo, pedregoso:

A semente que cai no solo pedregoso logo germina, porém não dura muito tempo, não consegue criar raizes, sabemos que a raiz de uma planta é o que determina a sua estabilidade e sua força, a semente que caiu neste solo, chegou até a germinar, mas não durou muito tempo porque não conseguiu fincar suas raízes, esses são aqueles que ouvem a palavra e aceitam com alegria (vers 20,21) porém não fincando suas raízes na mensagem da cruz, quando vem a tribulação e a perseguição abandonam a fé. Enquanto a vida cristã está agradável seguem a Cristo, porém não tem estabilidade espiritual suficiente para permanecer de pé quando vir a tribulação, isso me faz lembrar da passagem de João 6.60-71 onde Jesus está pregando e muitos o seguiam, muitos aceitaram, porém quando as palavras de Jesus passam a ser duras demais muitos se perguntaram “Dura é esta palavra. Quem pode suporta-la?”.

O problema das pessoas de coração como deste solo é acharem que Jesus pode ser da forma que elas querem, pensam que pode moldar a vontade de Jesus conforme a sua vontade, selecionam os ensinamentos que querem seguir, e aí o evangelho de Jesus se torna duro demais para ser seguido e o abandona. Jesus não precisa nem aceita que a vida do cristão seja pela metade!

3° Solo, Espinhoso:

O problema deste solo é a esterilidade que ele causa na árvore, neste solo até nasce e cresce uma árvore, porque para saber se a árvore é frutífera é preciso chegar a fase adulta e o tempo de colheita. Então esta pessoa ouve a palavra, guarda e até cria raízes, mas existe algo proveniente do mundo que vai sufocando o coração da pessoa, tomando todo o espaço que esta pessoa tem para Deus, e esta pessoa torna-se infrutífera ao evangelho. E podemos até pensar “há, mas o evangelho cresceu dentro desta pessoa” porém se esta pessoa continuar dando espaço a esses espinhos, um dia o coração estará sufocado por completo.

Se algo está tomando o espaço que deveria ser de Cristo em seu coração, arranque-o antes que você esteja sufocado, Cristo quer ver frutificação, esse foi o desejo dEle quando plantou a semente do evangelho em seu coração.

4° Solo, a terra boa:

Nos três primeiros solos percebemos que o ciclo não foi completado, a vontade do semeador não foi satisfeita, mas no quarto solo sim, houve frutificação, e deste solo o semeador se alegra, não é a tôa que Ele a chama de “boa terra”. Este é o coração que ouve as palavras do evangelho, entende e as pratica produzindo frutos em quantidade satisfatória.

O quanto você tem frutificado ao Senhor? Se observarmos, os frutos das árvores servem de alimentação, nutrição, reprodução, em alguns casos para prevenção e cura de doenças. Veja quanta serventia tem os frutos de uma árvore. E os frutos do Espírito, quanta serventia têm para nossas vidas e para a vida do meu próximo?

Milhares de pessoas podem ouvir o mesmo sermão e apenas algumas serem transformadas, pois o que determina isso é o estado que se encontra o coração de cada pessoa, da mesma forma, não é suficiente apenas ouvir a Palavra de Deus, pois na explicação da parábola vimos que todos os corações ouviram, mas nem todos completaram o plano de frutificação de Cristo. Se você analisando sua vida percebe que seu coração não é o solo propício para o crescimento e frutificação, se você percebe que sua vida é infrutífera, esteja alerta, mude o estado do seu coração, cultive o evangelho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s